Athletic vence de virada e volta ao segundo lugar

Pela terceira rodada do quadrangular final do Campeonato Mineiro Módulo II, o Athletic recebeu o Nacional de Muriaé e conseguiu uma vitória histórica com uma virada sensacional.

Após ir para o intervalo perdendo por 2 a 0, resultado que praticamente acabaria com o sonho do acesso, o Esquadrão voltou avassalador para a segunda etapa, mudando a história do jogo e, quem sabe, do próprio campeonato.

Antes da bola rolar, uma notícia ruim, o goleiro Jefinho, ídolo da torcida alvinegra, o preparador de goleiros, Paulo Sérgio, e ainda, a assessora de marketing Fernanda, foram preventivamente afastados, pois testaram positivo para COVID19. Como não houve tempo hábil para que a contraprova ficasse pronta, eles foram isolados.

Primeiro Tempo

Com a bola rolando, os primeiros minutos do Athletic foram desastrosos. Com um comportamento apático, a equipe são-joanense apenas assistia o adversário jogar. Já no primeiro ataque, o goleiro Matheus fez um milagre ao salvar um chute à queima roupa do atacante Pedro.

Mas, não demorou para o Nacional abrir o placar. Aos 8 minutos, Caio fez o primeiro gol do jogo em mais uma desatenção do sistema defensivo.

O segundo gol do Nacional veio aos 15 minutos, com Leonardo ,em uma cobrança de pênalti. O Esquadrão conseguiu melhorar um pouco, mas não o suficiente para marcar um gol.

O lateral Nathan acerta o atacante Caio dentro da área. Foto : Silvério Ascom NAC

Segundo Tempo

O Athletic voltou muito melhor para a segunda etapa, reencontrando seu verdadeiro futebol. Aos poucos, foi empurrando o Nacional para o campo de defesa, sempre pressionando a saída de bola da defesa adversária.

O primeiro gol veio aos 15 minutos. Natan foi à linha de fundo e cruzou na medida para Igor Badio desviar de cabeça, sem chances de defesa para o goleiro Leandro.

Igor Bádio diminui o placar para o Atheltic Foto: Athletic Club

O gol incendiou ainda mais o time da casa, que continuou pressionando. Enquanto isso, o NAC não conseguia passar da linha divisória.

O segundo gol também veio de uma jogada pela esquerda com Natan, o melhor em campo, que se livrou de dois marcadores e cruzou. Michel Paulista subiu junto com um defensor e marcou, mas na súmula, o árbitro deu gol contra de Rodrigo. A equipe continuou na mesma toada e o terceiro gol parecia questão de tempo.

Nathan , lateral esquerdo participou de dois gols do Athletic , considerado o melhor jogador da partida. Foto: Athletic Club

Ele veio aos 44 minutos, depois de um intenso bombardeio na área da equipe visitante. Em uma cobrança de escanteio, a bola foi rebatida pela defesa do Nacional e sobrou para Bruninho fazer o seu primeiro gol com a camisa do Athletic.

Daí até o apito final, o time são-joanense só tocou a bola, administrando bem o resultado.

A boa vitória, além de recuperar o time o aspecto emocional para o restante da competição, devolveu ao clube a segunda colocação, posição que se mantida, garante o acesso ao Módulo I.

O Pouso Alegre, que venceu o Betim, foi a 9 pontos, o Athletic foi a 4 pontos, o Nacional permaneceu com 3 e o Betim, continua apenas com 1 ponto. Na próxima quarta-feira, pela quarta rodada do quadrangular final, Athletic e Nacional voltam a se enfrentar, agora em Muriaé. O Betim recebe o Pouso Alegre.

O treinador do Nacional de Muriaé Gian Rodrigues também falou após a partida.

Fernando Souza

Fernando Souza é Rubro Negro nato, torcedor do Athletic, formado em Filosofia pela UFSJ,  apaixonado pela  cultura mineira e aficionado pela história do futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *