Murilo Misson, Árbitro São Joanense na Federação Mineira de Futebol e CBF!!

Murilo Misson Estadio do Nacional de Muriaé  Foto : Arquivo Pessoal

No futebol profissional São João Del Rei não vive só de jogadores profissionais como, por exemplo, Christian (América-MG), Thiago Galhardo (Vasco da Gama), Gabriel Galhardo (Goytacaz RJ) e alguns ex-jogadores que levaram o nome de nossa cidade para o Brasil e mundo a fora.

Hoje a nossa histórica cidade, possui um representante na escala de árbitros na Federação Mineira de Futebol o Murilo Francisco Misson Junior, conhecido na nossa cidade por Juninho.

Como toda criança brasileira Murilo também desejava ser jogador atuou pelo Fabril de Lavras no Campeonato Mineiro Sub-20 em 2005 e no ano seguinte que seria seu ultimo foi impedido por uma lesão que o impedia de chutar acabou desistindo do sonho.

Voltando pra casa começou a ajudar o irmão na escolinha de futebol, mas com a ironia do destino se tornou arbitro, começou apitando partidas na cidade e com um grande incentivo do irmão Gustavo, uma profissão complicada, difícil e muitas vezes injusta. Mesmo sabendo de todos os problemas possíveis de acontecer ele se empenhou para conseguir o seu lugar no mundo do futebol.

Murilo Misson clássico sub- 20 Foto : Arquivo Pessoal

Com 32 anos, Formado em Educação Física pela Fagammon, entrou na escola de árbitros na FMF novamente conseguindo sucesso. Há quatros anos arbitrando no Campeonato Mineiro Modulo I (elite do futebol mineiro) Murilo teve alguns jogos importantes no seu currículo como:

  • São Paulo e Palmeira – Final Taça BH de 2016
  • Moto Clube e Fluminense de Feira de Santana – Oitava de Finais do Brasileiro Serie D 2018
  • Cruzeiro e Tupi – Abertura do Campeonato Mineiro 2018 (Mineirão com um publica de 40 mil)

Mesmo com pouca idade Murilo está sempre presente nos sorteios da FMF.

Abertura do Campeonato Mineiro 2019 Foto: Arquivo Pessoal

Em uma entrevista exclusiva Murilo Misson falou com o Del Rei Esportes.

Murilo é um prazer poder conversar com você e obrigado por atender o Del Rey Esportes.

Como sabemos o seu irmão  te incentivou bastante  para tornar arbitro , você teve algum receio para seguir nesta profissão?

O prazer sempre será meu atender a todos leitores do Del Rey Esportes e principalmente a você meu amigo Samuel de longas datas.

Desde o primeiro momento percebi que era aquilo que queria para mim, nunca tive receio da profissão, é uma sensação que só quem gosta entende o que eu estou falando. A adrenalina no sangue e trabalhar sobre pressão são coisas que fazem parte do ofício de árbitro, mas que ao final de uma partida trazem uma sensação de realização e alegria indescritíveis.

Foto: Arquivo Pessoal

Qual a maior dificuldade desta profissão??

A maior dificuldade é saber trabalhar com os erros no nosso dia a dia.

Faz parte da profissão, sabemos que continuaremos errando, mas conviver com ele traz a falta de motivaçao para seu lado.

Só quem vive ao nosso lado e nos recebe depois de uma partida, na qual dá tudo errado, saberia mensurar essa dor.

Dentro de campo, alguns jogadores são mais velhos do que você , eles tentam se impor ?? Como  evitar que isso aconteça?

Os jogadores mais velhos na maioria das vezes são os mais maduros e portanto temos pouco problemas com estes, já os mais novos, é que na maioria das vezes nos dão problema, às vezes por estarem tentando se firmar na carreira e querendo mostrar serviço para seus clubes, os mais velhos nos testam, mas já estamos blindados para este tipo de situação e já mostramos a que viemos e tudo se resolve…rs

Jogo Cruzeiro e Tupi abertura do Campeonato Mineiro 2018. Foto : Arquivo Pessoal

E como é representar a nossa querida São João Del Rei??

Fico muito feliz em representar São João.

Você nao tem ideia do quanto gosto de minha terra.

Pra você ter uma ideia quando fui estrear em Santa Catarina na Série D, quando escutei da arquibancada os seguintes dizeres de um torcedor ” O mineirinho como é que tá a terra do pão de queijo?” , tive um grande orgulho de ser de onde sou e uma responsabilidade enorme de representar MG de Alício Pena Junior, Márcio Resende dentre outros árbitros de renome de nosso estado.

Sou muito patriota.

O que se poderia fazer para melhorar as atuações dos árbitros brasileiros, para que possa acabar com lances polêmicos?? ( se desejar responder irmão )

Acabar com os erros da arbitragem seria praticamente impossível, é como se pedíssemos aos atletas para que nunca errassem um cruzamento ou uma finalizaçao, nunca obterão 100% de êxito, enfim. Conseguiremos minimizar os erros, isso sim, e o VAR será nossa esperança, toda mudança gera um desconforto a todos, principalmente a nós árbitros, com paciência e muita prática conseguiremos melhorar cada vez mais o nível de arbitragem brasileira, que na minha opinião é uma das melhores do mundo, não é fácil trabalhar no Brasil, onde atletas sempre querem enganar a arbitragem e darem um jeitinho do errado se tornar certo. Viverei para ver, se Deus quiser, o verdadeiro “FAIR PLAY”.

Foto: Arquivo Pessoal

Samuel Nascimento

  • Idealizador do Site Del Rey Esportes
  • Tricolor Nato | Responsável pelo Instragram Tricolor São João del Rey
  • Nascido em 16/05/1986

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *